Lei do deputado Flávio Júnior foi sancionada pelo governador Wilson Martins

O governador Wilson Martins (PSB) sancionou a lei que proíbe a exposição direta de cigarro e outros produtos fumígeros em estabelecimentos comerciais. A lei é de autoria do deputado estadual Flávio Nogueira Júnior (PDT).

Com a lei, fica proibida no Piauí a exposição de produtos derivados do tabaco em estabelecimentos comerciais. A legislação entra em vigor em junho deste ano. Até lá, explica Nogueira, serão feitas campanhas e divulgação para que os proprietários dos estabelecimentos se adéquem à lei.

O Projeto de Lei passou quase um ano em tramitação na Assembleia Legislativa do Piauí e sofreu fortes pressões por parte da indústria do fumo para que não posse aprovada. Na avaliação do parlamentar, a exposição direta dos produtos oriundos do tabaco fortalece as vendas e incentiva o consumo. "É uma espécie de armadilha, sobretudo para os jovens", afirma.

Ainda de acordo com a nova legislação, cada estabelecimento comercial será obrigado a confeccionar uma placa indicando que a loja possui cigarros a venda e também colocar no letreiro um aviso expresso de que a venda de cigarros e derivados é proibida para menores de 18 anos. "Infelizmente o cigarro é um produto lícito e não podemos proibir a comercialização. Mas propostas como essa ajudam a reduzir os índices e a comercialização do produto, o que já é um avanço", diz Flávio Nogueira Júnior.

Em casos de descumprimento da legislação, os estabelecimentos comerciais estarão sujeitos a punições que podem ir de uma simples advertência a pagamento de multas. Em caso de reincidência o alvará de comercialização do produto pode ser suspenso.

 fonte:  o dia 

Cyntia Veras

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou, como medida de interesse sanitário, a suspensão da importação, distribuição, comércio e uso dos medicamentos Bedforpoly - B (sulfato de polimixina b), Polytek - B (sulfato de polimixina b), Colis - Tek (colistimetato de sódio) e Bedfordalprost (alprostadil), de todos os lotes e apresentações comerciais, com rotulagem indicando fabricação pela empresa Bem Venue Laboratories (BVL) e importados pela empresa Opem Representação Importadora Exportadora e Distribuidora LTDA (Opem Pharmaceuticals).

Na tentativa de evitar o desabastecimento do mercado, a Anvisa está buscando, junto às demais empresas nacionais, a existência de medicamentos similares ou genéricos aos suspensos.

Para os medicamentos Bedforpoly - B (sulfato de polimixina b), Polytek - B (sulfato de polimixina b), a empresa Eurofarma Laboratórios S/A possui registrado o medicamento genérico Sulfato de Polimixina B 500.000 UI. De acordo com a empresa, o medicamento está disponível no mercado e também nas empresas representantes do produto.

“As pessoas que utilizam esses medicamentos, caso não encontrem no mercado, podem entrar em contato com a Vigilância Sanitária do Estado para verificar as distribuidoras disponíveis, segundo informações oriundas da Anvisa, através do número 0800 280 3655”, disse a diretora da Divisa, Tatiana Chaves.

Com relação aos demais medicamentos, a Anvisa continua na busca de alternativas para o para suprimento do mercado.

fonte: ccom

A localidade CAXINGÓ, Registra em menos de um ano, O SEGUNDO caso de suspeita de meningite. Segundo informação divulgada no portal do companheiro Florisvaldo Vieira. A cidade de Corrente tem aparecido com mais freqüência, doenças que já não se registrava aqui na região faz muito tempo. Ainda com base em informações do portalf10. Que esse novo caso de meningite é em uma pessoa DA MESMA FAMÍLIA, do rapaz que teve que amputar alguns membros do corpo para tentar barrar o avanço da doença. Essa situação é muito preocupante, recentemente tivemos em Corrente, ocaso do óbito de uma criancinha de apenas seis meses que veio logo os boatos da suspeita de meningite, esperamos maior esclarecimentos por parte das autoridades de saúde e até o momento nada. Na secretária municipal de saúde nem a secretária nem ninguém da satisfações para a impressa local pelo menos para rádio, é muito difícil obter informações desses órgãos logo uma secretaria que tem muitas atividades ligadas diretamente à população.

 E não pode ser assim, se calar para não se complicar, pois a população de Corrente tem utilizado mais vezes dessa ferramenta, super importante para o andamento da nossa velha e boa democracia, espera-se contar mais vezes com informações oficiais dos órgãos competentes da nossa cidade.  

A VIGILÂNCIA SANITÁRIA do município tem realizado um trabalho importante para a população que é a fiscalização sanitária nos supermercados, açougues e outros setores que demanda o trabalho dos nossos agentes da vigilância sanitária do nosso município. Mais gostaríamos de vê-los mais vezes também empenhadas em outros setores. Como, por exemplo, punir alguns moradores ou até mesmo empresas que não cumprem com seu dever de não jogar a céu aberto o esgoto de suas casas ou respectivas empresas.

Essa reportagem traz apenas um alerta às autoridades e a sociedade em geral para ligarmos o sinal de alerta para evitar uma situação pior.

Sobre reportagem do suposto segundo caso de meningite na localidade Caxingó. Um  leitor nos envia essa informação ATRÁVES DO FACCEBOK.

o site www.correnteenoticia.com.br

 Klauber Massa Macedo Ola,dou aula lá,e a suspeita não procede ainda,o caso la é outra historia diferente da que estão anunciando..Mais vale o alerta pra que a secretaria de saúde possa ir ate a localidade e apurar o caso pra que descubra e possa comunicar com + propriedade e tomar as medidas cabíveis não é mesmo?Abraço....

[caption id="attachment_56" align="alignleft" width="150" caption="INSTALAÇÕES DO SAMU EM CORRENTE. "]SAMU-CORRENTE-PI[/caption]

As unidades do SAMU, em todo o Brasil é um mecanismo muito importante para a saúde publica principalmente em locais onde as pessoas estão muito carentes de um bom atendimento de saúde publica. Em Corrente, por exemplo, a prefeitura tem alguns veículos que levam as pessoas de nossa cidade para ser atendida em Barreiras BA. E já chegou até nossa redação inúmeras pessoas que fazem a mesma pergunta. Por que pagar transporte particular  se aqui TEM às ambulâncias do SAMU? que até hoje de quando chegou ainda no inicio do ano em Corrente. Inclusive com uma grande carreata e até hoje nunca transportou um paciente? Calma gente a politica do SAMU,Não funciona bem assim! Não é para levar pacientes até Barreiras BA ou qualquer outra cidade dependendo do caso e da necessidade ou da gravidade! Pois segundo informações. Essas ambulâncias é para transportar os pacientes somente até a base. Dai a importância do centro do SAMU funcionar impecável. Pois será na base que o paciente receberá os primeiros socorros na base e no próprio local  do ocorrido.Pelo menos o que se sabe é assim.

O que o povo espera mesmo é a entrega oficial dessa base do SAMU o mais breve, Esse é o anseio do povo de Corrente e região.

Página 3 de 3

© 2017 Corrente é notícia, todos os direitos reservados