PMs detidos após sumiço de R$ 300 mil tem prisão preventiva decretada

Foi decretada a prisão preventiva de dois praças do 5º Batalhão de Polícia Militar, detidos administrativamente no Quartel do Comando Geral, investigados pelo sumiço de R$ 300 mil no assalto ao Banco do Nordeste na última terça-feira (19). Com a decisão eles foram transferidos para o Presídio Militar.

Resultado de imagem para PMs detidos após sumiço de R$ 300 mil tem prisão preventiva decretadaO comandante do 5º BPM major Flávio Pessoa e o subcomandante major Nivaldo Santos foram afastados das funções. Eles serão investigados num inquérito policial militar presidido pelo tenente coronel John Feitosa. Que tem o prazo de 40 dias, prorrogável por mais 40, para apurar os fatos.

Os primeiros PMs a chegarem no local solicitaram reforço mas não isolaram a área para os procedimentos da Polícia Civil. Essa foi uma das irregularidades, a outra foi ter ido para o quartel com o dinheiro apreendido e o único assaltante preso, ao invés de encaminhar tudo direto para a delegacia de Polícia.

Por esses erros de conduta dos subordinados, o comando do 5º BPM foi destituído temporariamente. "O primeiro policial que chega a qualquer local de ocorrência, deve preservar o local para que não se altere nada e principalmente essa ocorrência que foi relevante e gravíssima. Por isso, tendo em vista que é a área do comandante do 5º BPM eles foram afastados. Foi uma medida administrativa para a investigação dos fatos, para apurar e esclarecer.

Há ainda a suspeita de quem R$ 300 mil tenham desaparecido entre o cofre e a entrega do produto do roubo para a perícia. R$ 400 mil foram localizados dentro de uma lixeira na agência do Banco do Nordeste quando foi abortada a ação de outros seis bandidos. Um estava dentro do banco e os outros ainda foragidos faziam a família da gerente de refém.

As investigações estão a cargo do Greco (Grupo de Repressão ao Crime Organizado). Segundo a Polícia, já foram identificados os dois carros usados na tentativa de roubo. O homem preso em flagrante, identificado apenas como Ronildo está colaborando com as investigações e novas prisões podem acontecer ainda nesta quinta-feira (21).

VEJA TAMBÉM
© 2017 Corrente é notícia, todos os direitos reservados