Delegado confirma morte da estudante de direito desaparecida

O delegado titular da delegacia de homicídios, Francisco Bareta, confirmou que a estudante de direito Camila Abreu, desaparecida desde a última quarta-feira (26), está morta. “Temos indícios, e pelos indícios, sabemos que estamos diante de um fato criminoso”, disse o delegado Baretta.

Camila Abreu está desaparecida desde quarta-feira (26) (Foto: Reprodução/ Facebook)

O delegado explica que, a princípio, a DH investigava o desaparecimento de uma pessoa, e procurava confirmar se um crime havia sido cometido. Segundo o delegado, a investigação refez os passos da jovem. “Criamos uma linha do tempo dos passos dela, e já temos evidências de que foi cometido um crime”, disse. Segundo Bareta, o autor do crime matou a estudante e ocultou o corpo.

O corpo de Camila ainda não foi encontrado. Agentes da Delegacia de Homicídios estão em diligências, e segundo o delegado Bareta o crime pode ser elucidado nas próximas horas. 

A universitária Camilla Abreu está desaparecida desde a última quarta-feira (26). Camilla é estudante universitária e foi vista pela última vez na noite da quarta na companhia do namorado e de uma amiga em um quiosque no bairro Morada do Sol, na zona Leste de Teresina.

A estudante Valéria Gomes, amiga da estudante, relatou ao Portal O Dia supostos casos de agressão física e psicológica , incluindo ameaças de morte, entre a jovem desaparecida e o namorado, identificado como sendo capitão da Polícia Militar. Segundo o relato de Valéria, o PM teria apontando uma arma para a cabeça de Camilla em uma crise de ciúmes.

VEJA TAMBÉM
© 2017 Corrente é notícia, todos os direitos reservados