Duas mulheres espancam a própria mãe por causa de dinheiro no norte do Piauí

A professora Sued Moreira, de 47 anos, foi agredida pelas duas filhas a socos no rosto, puxadas de cabelo, dentadas e cuspidas. Caso aconteceu na manhã desta sábado (07/09), em Piripiri, no Norte do Piauí. Com informações do Repórter 10.

Resultado de imagem para policiaSegundo a vítima, a razão da brutalidade é que as duas filhas querem receber a pensão alimentícia em espécie para que elas gastem conforme bem entenderem.

“Minhas filhas não compreendem que a lei define a pensão como alimentícia e não “pensão-gloss”, “pensão-Caldeirão”. Elas não querem que eu faça compras, querem o dinheiro”, explica a professora de ensino infantil, que também é palestrante.

Com escoriações e cortes pelo corpo, Sued registrou um boletim de ocorrência antes de procurar assistência médica.

Após agressões, Sued faz advertência para as mães: “não se omitam. Vocês mães que sofrem violência de qualquer natureza pelos filhos ou parentes, denunciem. A justiça tem que começar a ser reivindicada de casa. Esse é o exemplo, é o mínimo que podemos fazer”.

A professora lidera um grupo “Mães de Joelhos” na igreja Batista onde há um clamor pelo equilíbrio nas relações familiares.

portal o estado 

VEJA TAMBÉM
© 2017 Corrente é notícia, todos os direitos reservados