Delegado Jorginho morre aos 61 anos, vítima de infarto, em seu apartamento

O delegado Carlos Jorge Moura de Queiroz, 61 anos, conhecido como Delegado Jorginho, morreu na manhã desta quarta-feira(14) no apartamento onde residia com a família, no bairro Noivos, na zona Leste de Teresina. Delegado e agentes da Polícia Civil, que trabalhavam com Jorginho, estão no prédio.

As primeiras informações dão conta de que o delegado teria sofrido um infarto fulminante. 

Natural de Fortaleza-Ce, Jorginho fez carreira no Piauí tanto como delegado da Polícia Civil, quanto candidato a vereador. O delegado também tentou a carreira musical, que o fez ser reconhecido nacionalmente no Programa do Jô, com a música Mundé de Mulher: "cobra que não rasteja não engole sapo".

Em 2015, Jorginho Queiroz chegou a ser internado por crise hipertensiva. Na época, o próprio delegado postou uma foto em seu perfil no Facebook, fazendo sinal de vitória no hospital. "Não adianta pedir, porque o Pai, a mãe e o filho indefere. Amém!", escreveu.

cidade verde 

VEJA TAMBÉM
vida saúde
serigra
FIEL 1
FIEL 3
pet
pet 2
droga centro
FONS
OPT
PA
tecnotica
WIL0002
drga centro 2
© 2017 Corrente é notícia, todos os direitos reservados