Prefeitura retoma projeto habitacional e já tem calendário para entrega das casas

A determinação e vontade política do prefeito Murilo Mascarenhas em retomar as obras das casas populares, transformou o desanimo e o descredito das 50 famílias inscritas no programa, na certeza que receberão seus imóveis.

Prefeito Murilo com sua equipe em visita as obras das casas populares em Corrente    

A meta, segundo o prefeito, é entregar cinco casas por mês, até a última unidade do conjunto habitacional em construção no Bairro Nova Corrente. 
Segundo o secretário de Infraestrutura, João Vitor e a secretária de Trabalho e Cidadania, Ianê Mascarenhas, a retomada das obras, demandou um grande esforço e determinação política pelo total abandono em que se encontravam.
”A paralização das obras, pela gestão anterior, causou um enorme prejuízo pois a maior parte das unidades, inacabadas, tiveram suas estruturas comprometidas e, agora, vem sendo recuperadas, afirmou João Vitor, destacando ter encontrado casas em péssimo estado de conservação e que muitas terão que ser reconstruídas do zero. 

A secretária Ianê Mascarenhas ressaltou que o descaso e abandono das obras por quatro anos, propiciaram muita depredação e, até mesmo invasões de algumas unidades. “Mas, pela determinação do prefeito Murilo e a parceria entre as secretarias de Infraestrutura e Trabalho e Cidadania as obras já foram retomas, estão bem aceleradas e até o final de dezembro estaremos entregando as 15 primeiras .unidades, dando a estas famílias moradia com instalações seguras e de boa qualidade, afirmou.

ascom

 

VEJA TAMBÉM
© 2017 Corrente é notícia, todos os direitos reservados