Saiba o que abre nesta quinta-feira (2) no Piauí após decreto com novas medidas de isolamento

O Governo do Piauí e Prefeitura de Teresina anunciaram novas medidas rígidas de isolamento social para conter o avanço do coronavírus. Conforme os decretos, postos de combustíveis e supermercados estarão fechados no fim de semana.

Supermercado estarão abertos nesta quinta-feira (2) — Foto: Anielle Teixeira/TV ClubeAs restrições iniciam na quinta-feira (2) e seguem até domingo (5), com a autorização de atividades e serviços apenas considerados essenciais pelo município.

 

O Governo do Piauí e Prefeitura de Teresina também decretaram pontos facultativos nos órgãos públicos nos dias 2 e 3 de julho, com ressalva os serviços essenciais e de interesse público.

 

O que permanece:

 

 

  • Funcionamento do serviços essenciais;
  • Fiscalização das fronteiras do estado com barreiras sanitárias;
  • Uso obrigatório de máscaras.

 

 

Serviços autorizados a funcionar nesta quinta-feira (2):

 

 

  • Farmácias, drogarias e serviços de saúde;
  • Mercados, supermercados, panificadoras e padarias;
  • Serviços de delivery;
  • Postos de combustíveis e borracharias;
  • Serviços de segurança e vigilância;
  • Imprensa
  • Pontos de alimentação localizados às margens de rodovias;
  • Serviços de transporte de cargas;
  • Serviços bancários e casas lotéricas;
  • Atividades agrícolas e agroindustriais.

 

 

Serviços públicos essenciais

 

Os serviços públicos tais como energia elétrica, saneamento básico, funerários, segurança pública, telecomunicações e radiodifusão, deverão funcionar entre os dias 2 a 5 de julho respeitando as determinações sanitárias expedidas para a contenção do novo coronavírus, inclusive quanto aos atendimentos emergenciais.

 

 

Transporte

 

Ficarão suspensos, a partir do dia 3 de julho até as 24 horas do dia 5 de julho, os serviços de transporte intermunicipal de passageiros na modalidade rodoviário, classificados como Serviço Convencional, Alternativo, Semi-Urbano ou Fretado.

Continua permitido o transporte intermunicipal fretado de pacientes para realização de serviços de saúde.

 

Fiscalização

 

A fiscalização das medidas determinadas no decreto será exercida pela Vigilância Sanitária Estadual, vinculado com os serviços de Vigilância Sanitária Federal e municipais, e com o apoio da Polícia Militar e da Polícia Civil e da Secretaria de Transportes.

Os órgãos envolvidos na fiscalização das medidas sanitárias deverão solicitar a colaboração da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e da Guarda Municipal de Teresina.

O decreto ainda pede que órgãos reforcem a fiscalização quanto à aglomeração de pessoas ou consumo de bebidas em locais públicos e a direção sob efeito de bebida alcoólica.

 

 

Decretos determinam distanciamento social

 

Para evitar a contaminação pelo vírus, o isolamento social e medidas emergenciais foram determinadas por meio de decretos do governo do estado e das prefeituras, como na capital piauiense, para que a população fique em casa e evite ao máximo ir às ruas. Aulas em escolas e universidades, a maioria das atividades comerciais, esportivas e de serviços em geral estão suspensas por tempo indeterminado.

 

Serviços essenciais como farmácias, postos de combustíveis e supermercados continuam mantidos mas estão regulamentados. O atendimento em clínicas, hospitais e laboratórios, assim como o funcionamento de escritórios de advocacia e contábeis também foram liberados mediante cumprimento de regras.

O uso de máscaras em locais públicos tornou-se obrigatório em todo o estado. Policiais fazem abordagens nas fronteiras do estado a ônibus e veículos particulares. Os decretos preveem que quem descumprir as regras pode ser penalizado com multa ou até prisão.

 

Prevenção, contágio e sintomas

 

Lavar as mãos de forma correta (veja vídeo), uso de álcool em gel, sempre usar máscaras, evitar contato pessoal e aglomerações de pessoas são algumas das orientações para evitar o contágio da doença.

G1 

 
 
VEJA TAMBÉM
© 2017 Corrente é notícia, todos os direitos reservados