ESCÂNDALO: 11 Vereadores são presos por suspeita de usar pública para fazer turismo e lazer

Onze vereadores e um contador da Câmara Municipal de Santa Rita, em João Pessoa, foram presos na madrugada desta terça-feira (5), suspeitos de terem desviado dinheiro público com o objetivo de custear despesas provenientes de uma viagem para Gramado, no Rio Grande do Sul.
Apenas em diárias, foram gastos R$ 69 mil. Os suspeitos foram detidos durante a operação Natal Luz, realizada pela Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba (MPPB).
 
O delegado Allan Terruel afirmou que a operação teve início logo após o MP suspeitar da viagem realizada pelos vereadores, que utilizaram um seminário como justificativa para o passeio. A operação contou com o apoio da Gaeco da PB e do Rio Grande do Sul, além da Polícia Civil de Sergipe, já que a empresa organizadora da viagem está sediada na cidade.
 
Todas as ações realizadas levam a crer que os vereadores realizaram uma viagem de lazer e turismo. O delegado explicou que as atividades dos vereadores e dos acompanhantes foram monitoradas e um levantamento da empresa, que estaria responsável pelo suposto seminário, foi realizado pela Polícia Civil.
 
As investigações confirmaram que o evento foi forjado para realizar a viagem com dinheiro público. Os parlamentares foram encaminhados para a Central de Flagrantes em João Pessoa, onde aguardam a audiência de custódia que está prevista para hoje.
 
As informações são do portal G1 Paraíba
VEJA TAMBÉM
© 2017 Corrente é notícia, todos os direitos reservados