Fonseca

ALEPI: Deputado Wilson Brandão vai presidir CCJ

O deputado Wilson Brandão (Progressistas) convocou para as 9 horas da manhã desta terça-feira (20)  a instalação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, que será presidida por ele.

Os trabalhos serão iniciados imediatamente, uma vez que já estão na Casa diversos projetos de lei de autoria dos parlamentares e mais cinco mensagens do Governo do Estado que chegaram hoje, tratando da reforma administrativa.

A CCJ terá, além de Wilson Brandão na presidência, a participação dos deputados Henrique Pires (MDB), José Santana (MDB), Pastor Gessivaldo Isaias (PRTB), Teresa Brito (PV), Hélio Isaias (PTB) e Francisco Limma (PT). Todos os projetos de lei e mensagens governamentais, obrigatoriamente, tramitam primeiro por esta comissão.

Aproveitando o ensejo, o presidente da Assembleia, deputado Themístocles Filho (PMDB) pediu pressa na formação das outras nove comissões e reiterou a norma que prevê que os deputados que estão na Mesa Diretora não devem participar das comissões, a não ser por absoluta falta de outros nomes.

Fonte: Alepi  

PIAUI: Reforma não vai tramitar em regime de urgência, afirma presidente

Durante a fala do governador Wellington Dias (PT), hoje (18) na entrega da mensagem de reforma administrativa, o presidente Themístocles Filho (MDB) respondeu aos jornalistas sobre uma eventual convocação do regime de urgência para votação das propostas.

A reforma, segundo Themístocles Filho, vai tramitar em regime normal e terá que passar por quatro comissões técnicas antes de ir a Plenário.

 Depois de uma reunião fechada com os deputados no gabinete da Presidência, onde apresentou os principais pontos da reforma administrativa, o governador Wellington Dias entregou ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (MDB), as cinco Mensagens do Executivo que dependem de aprovação nas comissões técnicas e em Plenário.

Ao lado do presidente Themístocles Filho e do líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Francisco Limma (PT), Wellington Dias concedeu entrevista, quando adiantou que as medidas fazem parte de um programa de ajuste, que visa o equilíbrio financeiro com o corte de gastos, de modo que o Estado possa investir em várias áreas entre 2019 e 2022.
 
Wellington Dias pretende economizar cerca de R$ 400 milhões por ano, sendo que R$ 300 milhões em despesas de custeio e R$ 100 milhões com outras despesas. Haverá a fusão, adequação e extinção de 19 órgãos, a maioria coordenadorias.
 
A reorganização administrativa do Estado vai permitir a execução do Programa de Desenvolvimento Econômico, que estabelece como meta elevar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) acima de 0,7.
 
Durante a fala do governador, o presidente Themístocles Filho respondeu aos jornalistas sobre uma eventual convocação do regime de urgência para votação das propostas. A reforma, segundo Themístocles Filho, vai tramitar em regime normal e terá que passar por quatro comissões técnicas antes de ir a Plenário.

Depois de uma reunião fechada com os deputados, no gabinete da Presidência, onde apresentou os principais pontos da reforma administrativa, o governador Wellington Dias entregou ao presidente as cinco mensagens do Executivo que dependem de aprovação nas comissões técnicas e em Plenário.

Ao lado do presidente Themístocles e do líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Francisco Limma (PT), o governador concedeu entrevista, quando adiantou que as medidas fazem parte de um programa de ajuste, que visa o equilíbrio financeiro com o corte de caregos e gastos, de modo que o Estado possa investir em várias áreas entre 2019 e 2022.
 
Wellington Dias pretende economizar cerca de R$ 400 milhões por ano, sendo que R$ 300 milhões em despesas de custeio e R$ 100 milhões com outras despesas. Haverá a fusão, adequação e extinção de 19 órgãos, a maioria coordenadorias.  A reorganização administrativa do Estado vai permitir a execução do Programa de Desenvolvimento Econômico, que estabelece como meta elevar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) acima de 0,7.

Fonte: Alepi 

CRISTALÂNDIA: Vereador Eugênio Santos ganha indenização na Justiça por postagens caluniosas e reverte em cestas básica para carentes

O vereador Eugênio Santos ganha na justiça indenização em processo por calunia e difamação depois de ter sido achincalhado e difamado  em redes sociais onde em postagens foi acusado por terceiros por ter sido o autor de homicídio no caso da jovem Soraia Barbosa de Sousa  a sal ex companheira  em Cristalândia – PI.

Vereador de Cristalândia  PI  Eugênio Santos 

A Justiça foi acionada pelo vereador Eugênio Santos em busca de justiça e para reparar danos em sua pessoa, Danos  causados  por vários comentários que envolvia o seu  nome.

Depois de inquérito realizado pela 10ª DP de Corrente foi constado que o vereador Eugênio Santos não tinha ligação com a morte de sua ex-companheira Soraia Barbosa, O Inquérito foi concluído e apontado realmente que a morte da Soraia foi suicídio como está em documento da expedido pela Justiça arquivamento o processo.

Depois de conclusão do inquérito, O vereador Eugênio Santos procurou a justiça para reparar alguns danos causados em sua imagem por comentários difamatórios que lhes causou um prejuízo sem precedentes, Prejuízos emocionais entre seus familiares.

Um desses processos o vereador Eugênio Santos foi indenizado e com o dinheiro da indenização o vereador converteu na aquisição de cestas básicas para distribuir entre famílias carentes do seu município foram duas caminhonetes cheias inclusive já distribuídas, Além da indenização a internauta teve que se retratar em sua pagina na rede social no facebok

Postagem na qual o Vereador Eugênio Santos ganhou na Justiça Indenização dinheiro foi convertido em cestas básicas    

A Retratação da internauta  

Despacho da Justiça em favor do Vereador Eugênio Santos 

 

O Acordo  

 

 

O vereador Eugênio Santos comprou centenas de cestas básica para carentes no seu município em Cristalândia PI         

Famílias contempladas com cestas básica    

 

Da Redação 89 99906 8076  

Projeto de lei Anticrime será apresentado na terça-feira ao Congresso

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (16), em sua conta no Twitter, que o governo apresentará o projeto de lei Anticrime ao Congresso Nacional na terça-feira (19). “Na próxima terça-feira apresentaremos projeto de lei Anticrime ao Congresso.

 O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, durante reunião para discutir sugestões ao Projeto de Lei Anticrime, na Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados, Enfam.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, durante reunião para discutir sugestões ao Projeto de Lei Anticrime, na Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados, Enfam. - Marcelo Camargo/Agência Brasil

Elaborado pelo ministro Sergio Moro, o mesmo visa endurecer as penas contra assassinos, líderes de gangues e corruptos”, escreveu na rede social.

Na quinta-feira (14), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, defendeu mais rigor na punição do condenado por crime de homicídio ao participar, em Brasília, de evento organizado pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam).

"A redução da taxa de homicídios passa por adoção de politicas públicas complexas. Muitas delas envolvem medidas puramente executivas, como melhorar as investigações [policiais] e restauração de áreas urbanísticas degradadas. Mas um fator fundamental é, sim, retirar o criminoso homicida de circulação".

 

O projeto propõe mudanças em vários pontos da legislação a fim de endurecer o combate a crimes violentos, como o homicídio e o latrocínio, e também contra a corrupção e as organizações criminosas. "Para isso [implementação da lei], precisamos ter um tribunal mais efetivo. Um tribunal que não leve dez, 20 anos, para condenar alguém que cometa um homicídio, por exemplo", afirmou Moro.

O ministro disse que um dos objetivos do projeto de lei é tirar das ruas os criminosos reincidentes ou comprovadamente membros de facções criminosas.

"Não estamos querendo que o autor de pequenos crimes, mesmo que reincidente, permaneça na prisão. Não se trata de endurecer as penas para os ladrões de maçã ou de chocolate, mesmo que reincidentes. Estamos falando de crimes violentos e de criminosos perigosos", disse o ministro, pouco antes de reconhecer a baixa resolução de crimes.

Quanto ao crime organizado, Moro defendeu que as lideranças das facções, quando presos e condenados, cumpram a pena inicialmente em regime fechado, em isolamento. "A estratégia exitosa em relação à criminalidade organizada passa pelo isolamento de suas lideranças", disse.

O ministro voltou a justificar a iniciativa do governo federal de endurecer a lei contra o crime argumentando que a corrupção, o crime organizado e o crime violento são os maiores problemas do país em termos se segurança pública, já que estão inter-relacionados.

Horário de verão termina neste domingo em 10 estados e no DF

Motivo de alegria para uns e de tristeza para outros, o horário de verão termina à zero hora deste domingo (17). Com isso, os relógios terão que ser atrasados em uma hora (voltarão para 23h) nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. 

relógioO horário de verão de 2018 começou no dia de 4 novembro para moradores de 10 estados e do Distrito Federal. Até 2017, o horário de verão tinha início no terceiro domingo de outubro, mas atendendo um pedido do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o então presidente Michel Temer alterou o início do horário para que não coincidisse com o primeiro e o segundo turno da eleição.

Viagens

Com o fim do horário de verão, é comum a confusão nos primeiros dias, por isso, a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) emitiu um comunicado alertando passageiros para que fiquem atentos aos horários nos bilhetes aéreos. Vale o que está escrito no bilhete, pois eles são emitidos conforme a hora local vigente na data da viagem.

Segundo a entidade, a informação da partida se refere ao horário na cidade de origem e a da chegada ao horário da cidade de destino. Dessa forma, os bilhetes emitidos sempre consideram, além das diferenças de fuso, as diferenças resultantes do início ou fim do horário de verão. Em caso de dúvida, os passageiros devem buscar informações no site da companhia aérea ou por meio dos canais de atendimento telefônico.

Celulares

As operadoras de telefonia alteram automaticamente os relógios dos aparelhos celulares. Mas o usuário deve ficar atento se a alteração foi de fato realizada.

Horário de verão em 2019

Este ano, a adoção do horário de verão ainda é uma incógnita, e cabe ao presidente Jair Bolsonaro decidir. 

No ano passado, estudos da Secretaria de Energia Elétrica (SEE), do Ministério de Minas e Energia (MME) em parceria com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), apontaram que em termos de economia de energia, a medida não tem sido eficiente, já que os resultados alcançados foram próximos à “neutralidade”. O horário de verão foi criado no país com o intuito de economizar energia, a partir do aproveitamento de luz solar no período mais quente do ano.

“A aplicação da hora de verão, nos dias de hoje, não agrega benefícios para os consumidores de energia elétrica, nem tampouco em relação à demanda máxima do sistema elétrico brasileiro, muito em função da mudança evolutiva dos hábitos de consumo e também da atual configuração sistêmica do setor elétrico brasileiro”, destaca o documento enviado à Casa Civil.

Segundo a assessoria do MME, não há previsão de balanço sobre os resultados obtidos com o horário de verão de 2018. “Serão realizadas novas análises anuais técnicas dos resultados do ciclo 2018/2019 e, quando concluídas, serão encaminhadas à Presidência da República, a quem cabe a decisão de manter ou não o horário brasileiro de verão”, informou a assessoria do MME.

No Distrito Federal, região onde o consumo, per capita, de energia residencial é o maior do país, desta vez, o horário de verão registrou, segundo a Companhia Energética de Brasília (CEB), redução de 2,7% da demanda diária por energia no horário de pico, ou 30MW.

De acordo com o diretor de distribuição da CEB, Dalmo Rebello, é como se a energia de uma cidade como o Guará, localizada a 12 quilômetros do centro da capital federal, com cerca de 126 mil habitantes, fosse desligada nesse período no horário de pico. O especialista acrescenta que o horário de verão é importante para que o sistema, que nessa época, tem a demanda aumentada pelas altas temperaturas, não tenha uma sobrecarga.

ebc 

Entenda a crise entre Bebianno e a família Bolsonaro

A tensão instalada entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, causou preocupações entre membros do governo e a base no Congresso.

Entenda a crise entre Bebianno e a família Bolsonaro O caso, que tem origem em suspeitas de financiamento de candidaturas laranjas pelo PSL e desavenças antigas entre o ministro e o vereador Carlos Bolsonaro, chegou ao seu ponto de ebulição após o presidente admitir a possibilidade de Bebbiano sair do governo. A crise ocorre no momento em que o Planalto tenta manter coesão para as negociações da pauta de votação mais importante no Legislativo, a da reforma da Previdência.

Entenda o caso

Suspeitas

No início de fevereiro, surgiram suspeitas de que esquemas de financiamento de candidaturas laranjas tenham ocorrido durante as eleições de 2018 no partido do presidente, o PSL. O primeiro integrante do governo citado no caso foi o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que era presidente do diretório do PSL em Minas Gerais.

Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, quatro candidatas em Minas receberam R$ 279 mil do comando nacional do partido. Elas ficaram entre as 20 candidaturas do partido que mais receberam recursos no País, mas tiveram baixa votação - menos de mil votos cada uma -, o que levantou a possibilidade de que as candidaturas tenham sido de fachada. O ministro negou as acusações.

Essa seria a primeira de uma série de suspeitas relacionadas a repasse de recursos para candidaturas do PSL.

 PARA ENTENDER A crise entre Bebianno e a família Bolsonaro em 7 pontos

Caso tem origem em suspeitas de financiamento de candidaturas laranjas e nas desavenças entre o ministro e o filho do presidente. Clique aqui e entenda a tensão entre o presidente Jair Bolsonaro e seu ministro da Secretaria-Geral da Presidência.

Bebianno implicado

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, foi implicado diretamente nas suspeitas de financiamento de candidaturas laranjas cerca de 10 dias após a primeira reportagem sobre o caso. O jornal Folha de S. Paulo mostrou que Bebianno, então presidente do PSL e coordenador da campanha de Bolsonaro à Presidência, teria aprovado o repasse de R$ 250 mil para a candidatura de uma ex-assessora. As prestações de conta mostram que o dinheiro foi repassado a uma gráfica em um endereço de fachada, que não tinha máquinas para impressões em grande escala.

Reportagem do Estado mostrou que, também enquanto Bebianno era presidente da sigla, sete candidatos do PSL repassaram R$ 1,2 milhão a uma empresa de um dirigente do partido.

O valor – gasto em gráfica em um pequeno imóvel em Amaraji, na Zona da Mata pernambucana – é equivalente ao triplo do que a campanha de Jair Bolsonaro declarou em gastos com impressão de materiais gráficos. Entre os sete candidatos, só um foi eleito: o próprio presidente nacional do PSL, o deputado federal Luciano Bivar.

PF instaura inquérito

A Polícia Federal entrou no caso oficialmente na terça-feira, 12, quando intimou uma candidata a deputada federal pelo PSL, acusada de ter sido laranja durante as eleições, a prestar depoimento. A Procuradoria Regional Eleitoral e a Polícia Civil de Pernambuco também estão apurando o caso.

No dia seguinte, o presidente Jair Bolsonaro disse, em entrevista à TV Record, que havia dado "carta branca" ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, para investigar o caso através da PF.

Desmentidos

Carlos Bolsonaro e Gustavo Bebianno

Carlos Bolsonaro disse que secretário-geral da Presidência da República, Gustavo Bebianno, mentiu sobre contatos com o presidente Foto: Reprodução Instagram/Carlos Bolsonaro e Dida Sampaio/Estadão

Carlos Bolsonaro, filho do presidente, foi às redes sociais para dizer que Gustavo Bebbiano mentiu ao afirmar que teria conversado três vezes com o presidente na terça, 12. Ele também publicou um áudio que indica ter sido gravado pelo presidente em que Bolsonaro diz a Bebianno que não falará com ninguém.

"Falei três vezes com o presidente", havia dito Bebianno em uma entrevista ao jornal O Globo, em que negou ser motivo de instabilidade no governo.

Horas depois, Jair Bolsonaro endossou os ataques do filho ao republicar a mensagem, no Twitter, que continha o áudio.

'Voltar às origens'

No mesmo dia, o presidente admitiu a possibilidade de demissão de Bebianno, caso alguma irregularidade relacionada a repasse de recursos a candidaturas laranjas seja identificada. “Se (o Bebianno) estiver envolvido e, logicamente, responsabilizado, lamentavelmente o destino não pode ser outro a não ser voltar às suas origens”, afirmou, em entrevista à TV Record.

Na conversa, gravada antes dos tuítes de Carlos Bolsonaro contra o ministro, o presidente ainda confirmou que Bebianno mentiu. Ele disse que não houve conversa entre os dois sobre as acusações contra o PSL.

Bebianno, por sua vez, afirmou à imprensa que não pretende deixar o cargo e confidenciou a amigos próximos que se o presidente quiser que ele saia, terá de demiti-lo.

Reações

A crise entre a família Bolsonaro e Bebianno acendeu o alerta na ala militar do governo e entre integrantes da base do governo no Congresso. O PSL tentou montar uma estratégia para impedir que a briga atrapalhe votações no Legislativo.

A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) pregou a separação entre o núcleo familiar do presidente e o governo. "O Palácio (do Planalto) não pode invadir a casa do presidente", disse.

Após o episódio, interlocutores do presidente, principalmente militares, se convenceram de que “é preciso estancar” a ação dos filhos de Bolsonaro no governo. Há o temor de que, caso seja demitido, Bebianno possa causar problemas.

Histórico

Não é o primeiro atrito entre Carlos e Bebianno. O filho do presidente deixou a equipe do governo de transição em novembro após rusgas com o agora ministro. O vereador chegou a ser cotado para assumir a Secretaria de Comunicação da Presidência. A possibilidade foi comunicada pelo próprio Bebianno em novembro, após ser confirmado como futuro ministro. A atitude de Bebianno foi vista como precipitada e como um “afago falso”, como noticiou o Estado.

“Caráter não se negocia. Quando há compulsão por aparecer a qualquer custo, sempre tem algo por trás", escreveu Carlos no Twitter, à época.

Mesmo com a saída oficial do governo, Carlos ainda é o filho mais próximo do presidente. Uma demonstração de prestígio do "zero dois", como é chamado, ocorreu na posse de Bolsonaro, quando ele sentou no banco de trás do Rolls Royce presidencial, acompanhando o cortejo até o Congresso e o Planalto. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Fonte: Estadão Conteúdo

LEGISLATIVO 2019: Na abertura do ano Legislativo Presidente Toni foca na transparência

Em apenas um mês e meio após assumir como presidente da Câmara Municipal de Corrente, o vereador João Antonio Nogueira Filho (Toni-PSDB), está inovando a gestão da Casa. Um banner contendo todas as receitas e despesas do Legislativo está exposto em frente à Câmara para apreciação de qualquer cidadão.

Vereador João Antonio(Toni) Presidente da Câmara de Vereadores de Corrente     

Em 145 anos de emancipação política esta é a primeira vez que um presidente da Câmara de Corrente dá publicidade da aplicação dos recursos do Poder Legislativo.

Segundo Toni, em acordo com a mesa diretora, todos os meses, a partir deste mês de janeiro 2109, será exposto à população uma placa contendo um resumo contábil de receitas e despesas.

“Desde que entrei na política defendi a transparência e honestidade no serviço público. Somos eleitos para legislar e cuidar do patrimônio público. Político não deve roubar o dinheiro do povo, todos nós devemos prestar contas ao povo que nos elegeu’, explicou o presidente.

Toni assumiu em 1º de janeiro de 2019 e, de acordo com a prestação de contas recebeu um saldo de apenas R$ 4,39. Já neste primeiro mês de sua gestão o saldo é de 12 mil reais.

Os trabalhos Legislativos em Corrente reiniciaram hoje (15), com uma sessão solene. O cidadão pode acompanhar as sessões ordinárias que acontecem no plenário da Casa todas as segundas-feiras, a partir das 20h, ou, sintonizando a Rádio Cerrado FM 92.1.

Fazem parte da Mesa Diretora os seguintes vereadores: Presidente: Toni; Vice-Presidente: Joabe Santana; 1° Secretário; Márcio Rocha; 2º Secretário: Rivelino Cavalcanti.

Fonte: Fort Noticia  

CULTURA: Escritora Laurene Alves lança seu oitavo livro - Alma Penada

A Escritora Folclórica Piauiense, Filha de Corrente Laurene Alves do Nascimento, lança seu 8º livro, Dessa vez será em uma cidade na divisa do Brasil com a Bolívia, Porto Rico em Mato Grosso, O lançamento será na escola Antônio Jose Rocha, Onde hoje a professora e escritora  leciona as disciplinas de Historia, Filosofia e Sociologia.

Laurene Nascimento escreveu seu primeiro livro que foi baseado em fatos reais em 2015, Nos últimos anos a professora gostou da experiência e de la cá não parou mais de escrever.

Todas as obras foram voltados para nossa cultura local a escritora é filha de vigia  é natural de Corrente terra de onde tem muito orgulho.

A escritora em 2002 entrou na carreira politica candidatando para vereadora do município não foi eleita, Porem não desistiu e tentou outras vezes.

Laurene Nascimento sempre lembra que das vezes que se candidatou foram vezes que não foi tempo perdido, Mesmo sem nunca ter sido eleita ela tem como um grande a aprendizado.

O oitavo livro da escritora recebe o titulo de “Alma Penada”

 “Sempre lembrando que minhas historias são contados pelo povo” diz a escritora Laurene Alves.

“Meu objetivo não é politica e sim trabalhar, estudar e escrever livros a politica já passou seu tempo, a vida é curta para se viver atropelando tantas decepções, Agora quer viver nessa paz voltada somente para educação” Disse a Escritora 

O livro é dedicado a todos os familiares e amigos meus genros  e irmãos que vivem em Corrente- PI, Terra natal da escritora por onde sempre coloca em primeiro plano.

Da Redação 89 99906 8076                

CORRENTE: Ano legislativo 2019 começa nessa sexta feira com em seção especial as 9 da manhã

O ano legislativo de 2019 em Corrente começa nessa sexta feira(15) em seção especial que acontece as 9: 30 da manhã.

Transparencia Contratos

A seção especial de abertura dos trabalhos legislativo de Corrente agora no comando do vereador João Antônio (Tony) do PSDB será com transmissão ao vivo pela rádio cerrado FM.

A Nova presidência firmou parceria com a Radio Cerrado para que a população possa está por dentro do que acontece nas seções de todas as segundas a parti das 20: 00 horas.

É  uma ótima oportunidade para que a população possa ficar mais próximo dos representantes na câmara de Corrente seja  na cidade ou interior.

 Da Redação 89 99906 8076                                          

Moro defende mais rigor na punição a homicidas

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, defendeu hoje (14), mais rigor na punição do condenado por crime de homicídio.

Resultado de imagem para Moro defende mais rigor na punição a homicidas"A redução da taxa de homicídios passa por adoção de politicas públicas complexas. Muitas delas envolvem medidas puramente executivas, como melhorar as investigações [policiais] e restauração de áreas urbanísticas degradadas. Mas um fator fundamental é, sim, retirar o criminoso homicida de circulação", defendeu Moro ao participar, em Brasília, de evento organizado pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam).

Moro detalhou aos participantes do evento o Projeto de Lei Anticrime que o governo federal encaminhará ao Congresso Nacional, nos próximos dias, propondo mudanças em vários pontos da legislação a fim de endurecer o combate a crimes violentos, como o homicídio e o latrocínio, e também contra a corrupção e as organizações criminosas.

"Para isso [implementação da lei], precisamos ter um tribunal mais efetivo. Um tribunal que não leve dez, 20 anos, para condenar alguém que cometa um homicídio, por exemplo".

Reicidentes

O ministro disse que um dos objetivos do projeto de lei é tirar das ruas os criminosos reincidentes ou comprovadamente membros de facções criminosas.

"Não estamos querendo que o autor de pequenos crimes, mesmo que reincidente, permaneça na prisão. Não se trata de endurecer as penas para os ladrões de maçã ou de chocolate, mesmo que reincidentes. Estamos falando de crimes violentos e de criminosos perigosos", disse o ministro, pouco antes de reconhecer a baixa resolução de crimes.

Moro reafirmou que o pacote de medidas anticrimes deve ser apresentado ao Congresso Nacional já na próxima semana. "Estávamos esperando o reestabelecimento do presidente [Jair Bolsonaro]", que, ontem (13), recebeu alta médica do Hospital Albert Einstein, onde passou 18 dias se reestabelecendo da cirurgia para retirada da bolsa de colostomia.

Quanto ao crime organizado, Moro defendeu que as lideranças das facções, quando presos e condenados, cumpram a pena inicialmente em regime fechado, em isolamento. "A estratégia exitosa em relação à criminalidade organizada passa pelo isolamento de suas lideranças", defendeu.

O ministro voltou a justificar a iniciativa do governo federal de endurecer a lei contra o crime argumentando que a corrupção, o crime organizado e o crime violento são o maior problema do país em termos se segurança pública, já que estão inter-relacionados.

Reunião

Além de Sergio Moro, participam da reunião técnica da Comissão Judicial Nacional de Acompanhamento e Aperfeiçoamento da Legislação Penal e Processual Penal, que tem apoio da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), o presidente da Ajufe, Fernando Mendes, ex-presidentes da entidade e juristas especialistas em direito penal e processo penal. Ao longo do dia, os debatedores analisarão cada trecho do pacote anticrime e devem apresentar sugestões para a proposta.

Agencia Brasil 
 

BR 135: Caminhão com carga de óleo tomba na curva da morte, Motorista teve braço fraturado, Carga foi saqueada

Mais um acidente foi registrado na BR135 na conhecida curva da morte na localidade paraim de cima a cerca de 10 km de Corrente por volta de 23 horas dessa terça feira (12)

 

Foto portal f10 

Segundo informações colhidas junto ao comando do 7º BPM de Corrente, A carreta carregada de óleo de cozinha tombou em  curva onde vários  acidentes  já foram registrados, O motorista perdeu controle, ainda segundo a policia, O motorista identificado por Dheyme Perniche da Silva teve fratura no braço chegando a quebrar e foi socorrido para o Hospital Regional de Corrente.

Lamentavelmente a carga foi totalmente saqueada a policia foi acionada para abri inquérito e apurar autoria pelo crime de saque de mercadoria.

Da Redação 89 99906  80876      

Governo vai unificar documentos no CPF e CNH terá validade de 10 anos

O Ministério da Economia encaminhou um texto para a Casa Civil que pretende unificar os documentos no número do CPF. A ideia ter apenas um número geral para o cidadão.  A expectativa é que o decreto seja assinado pelo presidente Jair Bolsonaro nas próximas semanas.

Sistemas do governo passarão identificar o cidadão apenas pelo CPF e não por outros números de documentosSegundo a Economia, o decreto foi elaborado para reduzir as exigências para a verificação das informações declaradas pelos usuários ao estabelecer que o procedimento de identificação dos cidadãos. “A publicação do decreto será mais um passo na direção da consolidação de um cadastro que reúna os dados do cidadão”.

A pasta salienta que não se trata da criação de um novo documento, mas sim de uma unificação dos já existentes. O CPF passaria a valer como número de carteira de trabalho, PIS/Pasep, certificado de reservista e título de eleitor .

“O objetivo é que os cidadão usuários de serviços públicos, que antes precisavam apresentar diversos documentos e informar diferentes números de cadastro, apenas precisam informar o CPF para que sejam localizados nos sistemas da administração pública federal”.

Após a publicação do decreto, os órgãos terão três meses para alterar seus sistemas e usar o CPF como o registro único. Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o passaporte ficam de fora da lista, já que são passíveis de apreensão.

CNH vale por dez anos

No último sábado, o presidente  Jair Bolsonaro, disse nas redes sociais que o governo deve ampliar a validade da CNH. O prazo deve subir dos cinco anos atuais para 10 de validade. 

 Segundo ele, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, vai anunciar essa e outras novidades para o trânsito, como o fim da obrigatoriedade de aulas com simulador.

De acordo com ele, estariam no pacote de mudanças na “questão do emplacamento” e a revisão ou extinção de “medidas que afetam o caminhoneiro”.

Ele completou criticando o Conselho Nacional de Trânsito. “O Contran emite cerca de 100 resoluções por ano atrapalhando a vida de quem transporta no Brasil.”

msn 

PIAUI: Governador confirma extinção de 19 órgãos e 2.300 prestadores de serviço na rua

O governador Wellington Dias (PT) apresentou na noite desta segunda-feira (11) aos deputados da base aliada a tão esperada reforma administrativa que será encaminhada à Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (14).

Resultado de imagem para w dias O projeto prevê o corte de 2.304 cargos no governo e extinção de 19 órgãos estaduais, a maioria relacionada as nove coordenadorias criadas em março de 2017. 

As mudanças foram apresentadas pelos secretários Ricardo Pontes (Administração) e Rafael Fonteles (Fazenda).

Participam da reunião a vice-governadora, Regina Sousa (PT),  25 deputados, dos 30 eleitos recentemente, além de deputados federais. O encontro aconteceu no Palácio de Karnak. 

Na reunião foi confirmada a extinção da SDR (Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural) e o surgimento de duas novas Secretarias: a Desenvolvimento da Agricultura Familiar e a de Agronegócio.

O governador confirmou aos parlamentares que não irá chamar nenhum deputado estadual para ocupar cargo no primeiro escalão.

A medida é também de contenção de gastos, justificou o governo. Os 25 parlamentares, de forma unânime, concordaram com a decisão. 

Rafael Fonteles destacou que nove estados da federação decretaram calamidade financeira. Segundo ele, é necessário os ajustes sob pena de colapso.

 De acordo com o secretário de Fazenda, os outros estados não fizeram os cortes e estão enfrentando uma das piores crises financeiras. 

Atualizada às 21h40

A reunião durou cerca de 2h30 a portas fechadas no Palácio de Karnak. Após o encontro, o governo anunciou que o deputado Fábio Novo (PT) seria o porta voz para falar sobre a reforma. Ele confirmou ao portal Cidadeverde.com que o governador Wellington Dias irá, pessoalmente, à Alepi na quinta entregar o projeto da reforma. Ele acredita que o governo não terá dificuldade de aprovar as mudanças.

"Os 25 deputados disseram que vão abrir mão da convocação de suplentes para ajudar nos ajustes que estão sendo propondos pelo governador", disse Fábio Novo.

Ele confirmou as mudanças anunciadas pelo portal e acrescentou que a Secretaria de Agronegócio irá desenvolver ações para os Cerrados piauiense, região que concentra boa parte do PIB (Produto Interno Bruto) do Estado. 

Extinções e fusões
 
- Controladoria Geral do Estado
Incorpora as atribuições da Ouvidoria Geral e cria uma corregedoria geral

 - Secretaria de Planejamento
Incorpora atribuições da Fundação Cepro, que será extinta; coordenará os contratos de gestão e a Central de Projetos

- Secretaria de Administração e Previdência
Cria a Superintendência de Gestão de Pessoas e centraliza todo o processo de licitações

- Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura Familiar
Altera a nomenclatura e atribuições voltadas para agricultura familiar; incorpora as atribuições da Coordenadoria de Combate à Pobreza Rural e da Coordenadoria de Piscicultura, que serão extintas

- Secretaria de Educação
Incorpora as atribuições da Coordenadoria do Programa de Educação por Mediação Tecnológica, que será extinta

- Secretaria de Cidades
Incorpora as atribuições da Coordenadoria de Modernização e Qualificação de Empreendimentos Pùblicos, que será extinta; Passa a centralizar as obras de mobilidade urbana

- Secretaria de Segurança Pública
Projeto de Lei criando o Sistema de Gestão de Risco

- Instituto de Águas e Esgotos do Piauí
Incorpora as atribuições da Coordenadoria de Fomento ao Saneamento Rural, que será extinta

- Agência de Desenvolvimento da Habitação (ADH)
Centraliza toda a política de habitação do Estado, inclusive processos de regularização fundiária urbana e gestão das carteiras habitacionais da Emgerpi

- IDEPI
Incorpora atribuições da Coordenadoria de Recursos Hídricos, que será extinta. Passa a centralizar todas as obras e ações na área de recursos hídricos do Estado

- DER
Passa a centralizar a manutenção e conservação de rodovias pavimentadas e vicinais

- Fundespi
Incorpora as atribuições da CDSOL, que será extinta

- Fapepi
Incorpora as atribuições da Coordenadoria de Inovação Tecnológica, que será extinta e assume as atividades desenvolvidas pela Sedet no tocante a tecnologia e inovação

- Uespi
Incorpora as atribuições da Escola de Governo e do Instituto Antonino Freire, que será extinto e cria o Centro de Formação do Servidor Antonino Freire

- Emgerpi
Ficará apenas com a gestão de pessoas 

Órgãos extintos
 
• Coordenadoria do Programa do Agronegócio e dos Cerrados;
• Coordenadoria de Fomento ao Saneamento Rural;
• Coordenadoria do Programa de Combate à Pobreza Rural;
• Coordenadoria do Programa de Apoio à Piscicultura;
• Coordenadoria do Programa de Educação por meio de Mediações Tecnológicas;
• Coordenadoria do Desenvolvimento Social e Lazer;
• Coordenadoria do Programa de Mod. e Qualificação de Empreendimentos Públicos;
• Coordenadoria do Programa de Gestão de Recursos Hídricos;
• Coordenadoria do Programa de Tecnologia e Inovação;
• Coordenadoria do Programa Mais Vida com Cidadania para o Idoso;
• Coordenadoria de Infraestrutura Aeroportuária;
• Fundação Cepro;
• Secretaria do Trabalho e Emprego;
• Instituto Superior Antonino Freire (Extinto e atribuições repassadas para a Uespi);
• Ouvidoria Geral (Extinta como Unidade Gestora, atribuições repassadas para a CGE);
• Fepservh (Processo de Extinção);
• Gaspisa (Processo de Extinção);
• Porto Do Piauí (Processo de Extinção);
• Metrô (Processo de Extinção).

O secretário de Governo, Merlong Solano, ressalta que as medidas constituem um esforço da administração estadual para evitar que o Piauí sofra colapso semelhante ao de outros estados. “Vivemos um momento que inspira grandes cuidados muito em razão da crise e também do déficit previdenciário. As mudanças propostas primam pelo aspecto financeiro, mas também técnico”, frisou.

O deputado estadual Fábio Novo, destacou que toda a bancada entende o esforço do governo em reduzir gastos para tornar a máquina pública mais eficiente e que irão estudar a proposta e contribuir para que o Estado consiga passar por essa crise sem prejudicar o andamento das ações. “São medidas duras e necessárias e, como parlamentares, temos a missão de contribuir com isso. É por isso, também, que todos os deputados estaduais abdicaram de assumir cargos no governo”, frisa. 

 A proposta de reforma administrativa deve ser protocolada pelo governador Wellington Dias na Assembleia Legislativa na quinta-feira (14).

  Cidade verde 

Corrente é finalista no projeto Prefeito Empreendedor

O Município de Corrente-PI está entre os finalistas do Prêmio Prefeito Empreendedor, instituído pelo Serviço Brasileiro de Apoio ao Empreendedorismo - SEBRAE.

Ambiente de negócios - Prefeito empreendedor 1 O prêmio busca reconhecer a capacidade administrativa dos gestores públicos, que tenham implantado projetos com resultados comprovados de estímulo ao surgimento e ao desenvolvimento de pequenos negócios e à modernização da gestão pública.

Outrossim, o Prêmio Prefeito Empreendedor faz parte do Projeto Cidades Empreendedoras. Um programa que contempla um conjunto de ações que visam, não somente oferecer benefícios para os pequenos negócios, mas também suplantar uma agenda pública de desenvolvimento dos municípios. Além disso propcia que os gestores municipais e a comunidade empresarial organizada passem a estruturar programas e projetos cada vez voltados para o fortalecimento da macroambiência de negócios. 

Um exemplo disto, são as iniciativas públicas promovidas pela Secretaria Municipal de Industria, Comercio e Turismo, através da sala do Microempreendedor,  que tem beneficiado os pequenos negócios e o comércio local, levando o município de Corrente a tal reconhecimento.

ascom

Jornalista Ricardo Boechat morre em queda de helicóptero em São Paulo

O jornalista Ricardo Boechat, de 66 anos, morreu na queda de um helicóptero no início da tarde de hoje (11) em um dos acessos da Rodovia Anhanguera, que liga a capital paulista, ao interior. Segundo o Corpo de Bombeiros, o piloto da aeronave também morreu carbonizado.

ricardo_boechatBoechat era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM e tinha uma coluna semanal na revista ISTOÉ.

O motorista de um caminhão atingido no acidente foi resgatado pelo serviço da concessionária que administra a via. O fogo no local já foi extinto.

ebc 

 

MEC finaliza proposta de ampliação de escolas cívico-militares no país

O Ministério da Educação (MEC) deve anunciar nos próximos dias as ações para ampliar o número de escolas cívico-militares no país. Na semana passada, houve uma reunião da equipe responsável.

Governo do Distrito Federal implanta projeto de ensino militar para os estudantes do ensino fundamental e médio em quatro escolas públicas do DF. Na foto, o Centro Educacional (CED) 308 do Recanto das Emas.Agência Brasil apurou que faltam apenas os ajustes finais antes do lançamento da política.

Aumentar o número de escolas cívico-militares no país é uma das prioridades do MEC, que passou a contar com uma Subsecretaria de Fomento às Escolas Cívico-Militares.

Atualmente, são 120 escolas em 17 estados do país com o modelo, a maior parte em Goiás, com 50 estabelecimentos de ensino, de acordo com levantamento da Polícia Militar do Distrito Federal (DF). Na conta ainda não estão incluídas as escolas do DF.

Em nota, no mês passado, o MEC informou que o modelo se justifica pelos altos índices de criminalidade brasileiros. “O Ministério da Educação buscará uma alternativa para a formação cultural das futuras gerações, pautada no civismo, na hierarquia, no respeito mútuo, sem qualquer tipo de ideologia, tornando-os desta forma cidadãos conhecedores da realidade e críticos de fatos reais.”

De acordo com o ministério, são considerados também o desempenho positivo dessas escolas e os “elevados índices nas avaliações”.

O modelo de escola, segundo o MEC, "contará com a participação de vários segmentos da sociedade. Cada ente envolvido, dentro de sua esfera de competência, terá importância fundamental para a construção de um Brasil melhor. Essas unidades de ensino serão voltadas para as famílias que concordam com essa proposta educacional”. Para ser implementado, o modelo precisa da participação de estados e municípios.

Moral e cívica

Com a ampliação das escolas cívico-militares, voltou ao debate a inclusão da disciplina educação moral e cívica em sala de aula, que é defendida pelo ministro da Educação, Ricardo Vélez.  No Distrito Federal, nas escolas cívico-militares, haverá aula de ética e cidadania.

Sob o nome educação cívica, moral e física da infância e da juventude, a disciplina tornou-se obrigatória no governo de Getúlio Vargas, em 1940. O objetivo era a formação da consciência patriótica.

A disciplina foi adotada também em 1969. Instituída por decreto, tinha como objetivos a preservação, o fortalecimento e a projeção dos valores espirituais e éticos da nacionalidade;  culto à pátria, aos seus símbolos, tradições, instituições e aos grandes vultos de sua história; o aprimoramento do caráter, com apoio na moral, na dedicação à família e à comunidade, entre outros.

ebc 

Prefeitura de Corrente recupera estradas vicinais

Com mais de 300 km de estradas vicinais recuperadas, a Prefeitura de Corrente dá nova condição à malha viária de acesso às localidades.

O trabalho de recuperação de estradas rurais, tem como objetivo garantir a melhor trafegabilidade e o acesso de veículos à zona rural do município.

Esta semana foi a vez da Comunidade Pico ser atendida com o benefício.

Nesse propósito a gestão do Prefeito Murilo Mascarenhas através da Secretaria de Infraestrutura, na pessoa do secretário João Vitor, vem trabalhando constantemente em serviços de manutenção e recuperação das estradas rurais do município de Corrente. Propósito este de oferecer a todos que utilizam das vias de acesso ao interior, como produtores moradores e alunos, melhor segurança e conforto no tráfego.

 

ascom

Morte do Professor Marcio Ivan comove amigos e familiares em Corrente PI e Mateiros TO

Morte do professor Marcio Lemos filho de Corrente –PI, comoveu a sua cidade natal e sua cidade onde morava e trabalhava nos últimos anos Mateiro –TO.

Um acidente fatal tirou a vida do professor Marcio Lemos no estado do Tocantins, Com base me informações que circulou nas redes sociais onde ouve uma comoção muito grande.

O acidente aconteceu na noite da ultima sábado (09) na região do Jalapão Tocantins próximo da cidade de Mateiros TO, Onde o professor lecionava na Escola Estadual Estefânio Teles Mateiros, Segundo informações de amigos e parentes o veiculo que o professor  estava acabou capotando chegando a sacar o ocupante pra fora, não resistiu e veio a óbito. Ele estava só no veiculo. 

O corpo foi sepultado no cemitério local de Corrente – PI, Onde um grande número de amigos e familiares deu ultimo Adeus ao professor Marcio Ivan Lemos Nogueira de 44 anos na tarde desse domingo(10)  Deixa esposa e filhos.

Da Redação 89 99906 8076                                          

Governador Ibaneis vai doar salário para a Casa do Ceará, em Brasília

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), irá doar o salário para a Casa do Ceará, em Brasília. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (8) e era uma das promessas de campanha.

Ibaneis Rocha na Praça do Buriti — Foto: Beatriz Pataro/TV GloboNo dia 11 de setembro, o então candidato do MDB ao governo do Distrito Federal afirmou, em entrevista ao DF1 que, se eleito, iria abrir mão do salário de governador, da residência oficial e de carros oficiais.

Até dezembro deste ano, segundo o GDF, a Casa do Ceará irá receber R$ 18,5 mil mensais, referentes aos vencimentos do governador após o abatimento do imposto de renda e da seguridade social. A entidade faz cerca de 12 mil atendimentos odontológicos e 14 mil atendimentos médicos por ano, de graça, para pessoas de baixa renda.

"Durante a campanha, me comprometi a doar minha remuneração para instituições de caridade. O trabalho realizado pela Casa do Ceará me deixou bastante sensibilizado. Sei que é uma instituição séria e acompanho o trabalho desses dirigentes”, afirmou Ibaneis.

"Eu fui presidente da Ordem [dos Advogados do Brasil no DF] sem receber nada, e vou ser governador sem receber R$ 1 dos cofres públicos. Não vou ocupar a residência de Águas Claras, vou continuar morando na minha casa, vou continuar andando no meu carro particular"   – Entrevista ao DF1 em 11/9.

Durante o encontro com dirigentes da Casa do Ceará, o governador encaminhou também um pedido à Secretaria de Saúde para que avalie a possibilidade de firmar uma parceria com o GDF para ampliar os atendimentos.

O presidente da entidade, Osmar Alves afirmou ter ficado surpreso com atitude de Ibaneis, “Trouxemos nossos pleitos e ficamos muito impressionados com o gesto do governador em doar o seu salário durante este ano. Nossa casa fica muito feliz. Podemos ampliar esses atendimentos, que somam um número bastante significativo de pessoas que não têm com que pagar pelos serviços”.

A Casa do Ceará

A Casa do Ceará foi fundada no dia 15 de outubro de 1963, e desde então mantém as portas abertas para a população carente do Distrito Federal.

Entre os diversos serviços prestados a sociedade, a Casa do Ceará possui uma policlínica: que faz aproximadamente 14 mil consultas anuais, nas áreas de clínica médica, cardiologia, pediatria, oftalmologia, otorrinolaringologia, endocrinologia, ginecologia, neurologia, psiquiatria, psicologia, nutrição, fisioterapia, entre outros.

No local existe também  atendimento odontológico, que incluem colocação de aparelhos ortodônticos, canais, restaurações e limpezas, somando aproximadamente 12 mil atendimentos por ano. Há, ainda, a doação de próteses, que chegam a cerca de 60 ao ano.

Fonte G1 

CARNAVAL 2019: Prefeito Murilo deve cancelar carnaval e decretar emergência em Corrente

Prefeito de Corrente Murilo Ribeiro deve anunciar oficialmente nessa segunda a não realização do carnaval de rua desse ano.

Imagem relacionada

Murilo Ribeiro prefeito de Corrente 

A informação que o portal CORRRENTE É NOTICIA teve acesso nesse sábado(09) é que realmente o carnaval de Corrente não vai acontecer.

 Os motivos são justos e compreendidos pela população em geral que é a estiagem que tem assolado o nosso sertanejo e o prefeito de Corrente sensibilizado com a situação deve anunciar nessa segunda feira (11) que não fará o carnaval de rua devendo organizar  mais na  frente uma carnaval fora de época.  

Os gastos em uma festa como essa realmente são exorbitantes e em época que se passa com uma ano de 2019 pela frente que tem previsão de muitas dificuldades financeiras e muitos problemas como a perda total da produção agrícola local e obviamente o prefeito Murilo está vendo essa situação pela frente.

As chances de acontecer um anuncio de decreto de emergência  no município de Corrente hoje é de 90% e apenas 10% para acontecer carnaval.

O prefeito Murilo aponta que não só estiagem mais outros dificuldades que impossibilita a realização do carnaval de Corrente esse ano.

Da Redação 89 99906 8076    

© 2017 Corrente é notícia, todos os direitos reservados